Cannabis e os diferentes métodos de extração dos compostos bioativos

Cannabis e os diferentes métodos de extração dos compostos bioativos

Post originalmente publicado em SECHAT.com.br

 

Sechat Conteúdo, por Philipe dos Santos e Milena Vuolo

A cannabis é o gênero de uma planta que pertence à família Cannabaceae, tem sido utilizada para fins medicinais a milênios, sendo o seu primeiro uso descrito pelos chineses. A recente descoberta do sistema endocanabinoide propiciou o aumento do conhecimento das ações dos compostos da cannabis no organismo. Os endocanabinoides parecem atuar no controle da dor, tônus muscular, inflamação, apetite, entre outros efeitos.

A cannabis contém mais de 100 diferentes compostos canabinoides e tem a capacidade para analgesia através da neuromodulação da dor, para a neuroproteção e mecanismos anti-inflamatórios. Estudos têm evidenciado os efeitos dos diferentes canabinoides (Δ9–tetrahydrocanabinol (THC), canabidiol (CBD), canabinol (CBN), canabichromene, canabigerol e canabidivarin) da cannabis na saúde. Em adição, o efeito entourage dos canabinoides associados aos terpenos (α-pinene,  β-pinene, β-myrcen, limoneno, terpinoleno, linalol, α-terpineol,   β-caryophyleno, α-humoleno, óxido de cariofileno) existentes na planta, também vem sendo objetivo de estudos por apresentarem efeito sinérgico e performance superior a um composto isolado.

Relatos de casos têm demonstrado que o extrato obtido de diferentes subespécies da planta pode levar a diferentes efeitos na saúde do mesmo indivíduo. Especialistas apontam que além da composição em canabinoides, as subespécies da planta diferem em relação aos terpenos. Desta forma, a composição dos extratos em diferentes canabinoides e terpenos podem influenciar nos resultados esperados na saúde. Nesse contexto, a extração dos canabinoides, bem como dos terpenos da cannabis torna-se etapa imprescindível para a produção de extratos com compostos selecionados para a obtenção de uma performance mais individualizada para as diferentes necessidades.

A extração é classificada como uma operação industrial que tem por objetivo separar substâncias a partir de diversas fontes vegetais, sólidas ou líquidas, através de processos químicos e/ou físicos. Os processos de extração possuem várias aplicações na área de engenharia química, alimentícias e farmacêutica, sendo utilizado principalmente na recuperação, isolamento e separação de importantes componentes de uma fonte vegetal, além de remover contaminantes ou compostos indesejados. Atualmente podemos dividir os métodos de extração dos compostos ativos presentes na Cannabis em duas grandes classes, extração convencional e extrações não convencionais: Os métodos de extração convencionais englobam os processos que utilizam solventes líquidos a condições normais de temperatura e pressão (condição ambiente) e sistemas de maceração simples, tanto dinâmicos como estáticos. Nessa classe pode-se citar a maceração, a percolação e centrifugação com água, etanol, metanol e/ou álcool isopropílico.

Continue lendo
Phone: (11) 99344-7293
Sumaré - SP, 13174-000
R. do Café, 375 - Vila Valle